segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Super-ultra-romântica

Mais uma vez eu escrevo pra você, meu amor. 

Eu só queria te dizer que você pra mim é puro amor, paixão e desejo. Com você é natural, assim como a água do mar que bate das pedras. Um contato constante sem machucar. Um carinho permanente quando as gotas se espalham na rocha. E a pedra se deixa molhar. Se lambusa de tanto amor e se gaba pela sorte de estar ali. 

Porque nós somos que nem aqueles filmes super-ultra-românticos que roubam de mim uma lágrima de alegria. Foi assim quando você foi para Argentina me ver no meu aniversário. Foi o melhor presente de recebi. Não só naquela data, mas também na minha vida inteira. Você é o meu presente favorito.

Foi assim quando você foi cuidadoso ao preparar nossa comemoração com rosas no chão. Bastou um comentário meu pra você ir correndo na floricultura.

"Pra você guardei o amor que aprendi vendo os meus pais.O amor que tive e recebi e hoje posso dar livre e feliz. Céu, cheiro e ar na cor que arco-íris. Risca ao levitar"

Nenhum comentário: