quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Closer

Tem horas que não sei descrever como me sinto.Tédio? Incerteza? Desânimo?
Duvido da eficiência da língua portuguesa e acho graça de quem se vangloria pela palavra "saudade" existir apenas no nosso vocabulário.
Grande coisa, eu penso.
Mas e agora, cadê a palavra pra resumir meu estado de espírito?
Uma falta de vontade, saudade de surpresas, busca pelo frio na barriga, expectativa não alimentada.
Nada disso. Chega perto, mas eu queria uma palavra que resumiria.
E até sinto raiva dessa possível palavra, pois ela jogaria na minha cara como ingrata eu posso ser. Egoísta? Mimada?
Melhor que ela nem exista mesmo pra não tornar esse sentimento tão real. Confusa? 
E aí me questiono o porquê de me sentir assim. Rotina?

Mas apesar de não ter uma palavra certa, há um ritmo. Uma batida exata que resume. Nem presto atenção na letra. Não tenho certeza se faz jus ao pensamento. Mas o som sim. Ah o som.






O som sim.

3 comentários:

Aline Netto disse...

Olá, assim como me identifiquei com seus pensamentos, acho que vc poderá se identificar com alguns meus... rsrsrs


Se tiver um tempo passa lá no meu tb, será um prazer uma visita sua!

http://www.alinenetto.com.br/

Emilie S. disse...

mas, a saudade assume várias formas...e é bem verdade que ela não pode ser definida

A Funcionaria Entediada disse...

Nossa! Já estava deprimida esta segunda e ouço esta musica...
Tem dias que são assim mesmo...