segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Eu vou até o sol, meu amor

"Sobre certas coisas não vale a pena brigar. A sabedoria está em saber diferenciar o que vale a pena e o que não vale a pena perder tempo". Fiz cara de quem não deu muita atenção, mas guardei as palavras que ouvi  do meu pai. Hoje inverti os sentidos. Foi um dia de mais audição e menos fala. Por raras vezes tenho esses dias. Sou egoísta e saio falando aos quatro ventos e  peneiro muita coisa que ouço. Mas hoje não. Hoje foi diferente.
Percebi que as emoções podem me deixar cega. E que tirar um dia pra pensar pode clarear muita coisa, mas o outro pode ficar no escuro. Colocar pra fora sempre foi minha terapia. Fui adepta, mais de uma vez, às clínicas de psicologia. A sensação era que os dias passavam normalmente, mas as sextas-feiras eram para refletir e pensar no que poderia melhorar. Era quando aconteciam minhas consultas. Um aprendizado sobre mim mesma.
Outro dia a gente conversando, você disse que se apaixonou por mim porque eu era "de boa". E eu me peguei afirmando e ressaltando a palavra "era" porque a sensação que dá é que hoje não sou mais. Sou encanada com várias coisas, arrumo desculpas pra estragar meu próprio dia e arrumar uma briga entre a gente. Nessas horas eu lembro da psicóloga falando sobre a auto-sabotagem. Parece que sou uma espécie de adepta disso aí.
Mas hoje, mais que ontem, estou disposta a mudar. Hesitei em ligar pra psicóloga e perguntar o preço da consulta, mas quero tentar sozinha. Será que vou precisar de ajuda a vida inteira ou já sou grandinha e disposta a mudar?
Quando me vi em você, meu coração apertou tanto. Insegurança pega? Tanta vulnerabilidade nos meus braços e eu tive que ser a forte da vez. Minha vontade era de te abraçar e de te transportar pra dentro de mim pra te fazer perceber que o que mais quero é mudar, antes que isso te contamine. Que nos contamine. Eu quero ser contaminada pela sua maturidade. 
Porque, mais que tudo, eu tenho fé. E a minha fé é na gente. E pela primeira vez a paz apareceu no meu coração, porque eu sei que a gente vai consertar isso. Porque é o meu papel agora te passar força e te resgatar do escuro. Porque se for preciso, meu amor, eu vou até o sol pegar um pouco de luz pra iluminar seu coração.

"E nossa história não estará pelo avesso assim, sem final feliz. Teremos coisas bonitas pra contar e até lá vamos viver. Temos muito ainda por fazer. Não olhe pra trás. Apenas começamos. O mundo começa agora. Apenas começamos". Legião Urbana- Metal contra as Nuvens




Um comentário:

Bella disse...

Que vc se mantenha firme das decisoes!!!